Artistas
Mixtape

Uganga

Loja

Fundada em 1993 pelo vocalista Manu Joker (ex-Sarcófago), o UGANGA faz parte da rica história do Rock pesado de Minas Gerais que já revelou para o mundo grupos seminais como o Sepultura, Sarcófago, Chakal, Overdose, The Mist, entre tantos outros.

 

Diretamente influenciado por Thrash Metal e Hardcore, o UGANGA somou à essa fusão (crossover) algumas passagens mais atmosféricas inspiradas no Dub e uma dose extra de groove na cozinha. Nas letras, reflexões acerca do respeito à mãe natureza, livre arbítrio, dilemas cotidianos e auto-conhecimento.

 

Em termos de palco, realizaram constantes giros pelo Brasil tocando ao lado de artistas de estilos variados e participaram de vários importantes festivais de música independente como o Udi Rock (duas vezes), Jambolada (duas vezes), Novas Tendências (duas vezes), Calango (MT), Vaca Amarela e Tattoo Rock Fest (GO).

 

O UGANGA também sempre foi presença constante em publicações especializadas como Roadie Crew, Rock Hard-Valhalla, Revista MTV, Rock Post, Whiplash, etc. Inclusive foram matéria de capa da edição 103 da conceituada revista Dynamite.

 

Em sua trajetória até aqui, já participaram de várias coletâneas e lançaram três demos e três CD’s oficiais: Atitude Lótus de 2003 (um trabalho mais experimental e menos agressivo), Na Trilha do Homem de Bem de 2006 (que retomou a proposta inicial dos primeiros dias) e o mais recente trabalho Vol.3: Caos Carma Conceito.

 

Vol.3: Caos Carma Conceito foi gravado e mixado no Orbis Estúdio (Violator, DFC, Israel Vibration, Rumbora) no Distrito Federal junto com o produtor Riti Santiago (ex-Câmbio Negro). A masterização foi feita em Berlim na Alemanha no Music Lab Studio pelo conceituado produtor Harris Johns, responsável por alguns clássicos imortais da história do rock/metal como Pleasure To Kill (Kreator), Killing Technology (Voivod), Persecution Mania (Sodom), Live (Cro Mags), além de Brasil e Anarkophobia do Ratos de Porão e Under Siege do Sepultura, apenas para citar alguns.

 

Em Vol.3: Caos Carma Conceito o UGANGA continua explorando sua identidade musical, porém com uma dose extra de peso e agressividade. Nas letras, reflexões filosóficas, autoconhecimento e dilemas humanos, como a faixa “O Primeiro Inquilino” que em mais de sete minutos descreve fatos de um assassinato (essa é a primeira parte da história que contará com mais outras duas).

 

O trabalho de arte da capa e encarte leva a assinatura do próprio baterista da banda, Marco Paulo. Lançado em formato digipack luxo, o CD ainda acompanha um pôster exclusivo e inclui uma faixa multimídia com cenas de bastidores, shows, ensaios, gravações, depoimentos e fotos.

 

Vol.3: Caos Carma Conceito traz vários convidados especiais como o guitarrista Fábio Jhasko (ex-Sarcófago) tocando violino, o rapper X (ex-Câmbio Negro), Panda Reis (Oligarquia), Raphael Sapão (Attero), Edson “Zacca” (Seu Juvenal), Guilherme (Krow), o guitarrista Johny Murata da banda de jazz Lumina tocando Sitar, o grupo de rap 3DFato e Leospa, ex-integrante do UGANGA.

 

Vol.3: Caos Carma Conceito também foi lançado em toda Europa pela gravadora Metal Soldiers Records, de Portugal.

 

EUROPEAN TOUR 2010

 

O lançamento de Vol.3: Caos Carma Conceito na Europa abriu as portas para que o UGANGA fizesse sua primeira turnê internacional. A turnê européia da banda aconteceu em Setembro de 2010 e somou 18 shows durante 27 dias de viagem por 10 países diferentes. Destes, sete conheceram o poder de fogo do grupo: Alemanha, Bélgica, Suíça, Polônia, República Tcheca, Portugal e Espanha.

 

"A recepção para o UGANGA na Europa foi sensacional", conta o vocalista Manu Joker. "Tivemos a oportunidade de fazer shows bem diferentes, desde festivais até pequenos pubs. Em todas as ocasiões e países nós fomos muito bem recebidos pelo público. Mesmo cantando em português e fazendo um tipo de som que mescla diferentes vertentes, a aceitação para nossa música foi 100%."

 

A turnê teve início com três shows na Bélgica. Vieram então duas datas na Polônia antes do único show na Suíça que foi um dos pontos altos do giro. Depois a banda voltou para o Leste Europeu para mais datas na Polônia e República Tcheca. Fizeram dois shows na Alemanha – incluindo uma participação explosiva no Razorblade Festival em Datteln - e partiram para a Península Ibérica com três shows na Espanha e três em Portugal.

 

"A diversidade de público foi uma grande característica dessa tour", completa Manu Joker. "O público hardcore e punk foi maioria nos shows do leste, enquanto que na Alemanha, Espanha e Portugal os headbangers imperaram. A tour superou todas nossas expectativas! Sucesso absoluto!"

 

O UGANGA voltou da Europa com a gravação de alguns shows que viraram disco e em breve será lançado, chamado "Eurocaos Ao Vivo".

Vídeos
Play

O campo (Lyric Video)

Play

Casa

Play

Opressor - Faixa a Faixa

Play

Guerra

Play

Fronteiras da Tolerância

Play

Meus Velhos Olhos de Enxergar o Mal

Play

Documentário - Eurocaos 2010

34 3338 8413
Rua Sete de Setembro, 193
Uberaba - Minas Gerais
Facebook YouTube SoundCloud